Nelson Silva

Nelson Silva

Nelson Silva nasceu 06/11/1969 na Cidade de Sorocabaa/SP.

Desde muito cedo se interessou pela música e com 9 anos de idade é encorajado pela regente do coral da igreja, Zilá Benevenuto, vai estudar flauta doce. Aos 11 anos entrou no curso técnico de piano no Conservatório Musical João Baptista Julião onde diplomou-se em 1987.

Em 1988 fez curso no Seminário de Música da Igreja Presbiteriana de São Paulo, na época dirigido pela profa. Elisabete Damião, tendo aulas de órgão e regência.

Na Igreja Presbiteriana de Sorocaba assume a função de organista aos 13 anos de idade, e depois organiza o coral jovem ICHTHYS na mesma igreja.

Em 1989 muda-se para São Paulo para cursar o Bacharelado em Órgão pela Faculdade Santa Marcelina onde foi aluno das profas Elisa Freixo e Dorotéa Kerr.

No mesmo ano vai para a Catedral Evangélica de São Paulo para ser um dos organistas.

Em 1995 juntamente com os regentes Abel Rocha e Naomi Munakata cria o “Festival Música Sacra” que tem como intuito levar ao público obras originais escritas para coro e órgão.

Em 1996, com bolsa da CAPES, vai aos Estados Unidos para fazer Mestrado em Música (Organ Performance) no Westminster Choir College, Princeton, na classe do prof. Eugene Roan.

Nos EUA foi organista auxiliar da Presbiterian Church of Chestnut Hill em Filadélfia, e do American Boy Choir, excursionando por diversas cidades do país.

Grava pelo selo PAULUS o CD “Música Brasileira para Órgão” em 1998, o primeiro registro do gênero a abordar diversos compositores.

De volta ao Brasil reassume o cargo de organista na Catedral Evangélica de São Paulo. Em 1999 é contratado pela Faculdade de Artes Alcântara Machado para dar aulas de percepção auditiva.

A partir de 1998 participa de todos os CDs gravados pelo Grande Coral Evangélico de São Paulo, no projeto de resgate dos hinos que fizeram parte da história da igreja evangélica no Brasil, sob a direção de Dorotéa Kerr. Além de participar como organista, fez diversos arranjos corais para esse projeto.

Nos anos de 1999 e 2000 participou do Festival Internacional São Bento de Órgão, convidado pelo então curador, o pianista e compositor Amaral Vieira.

Em 2000 é convidado pela OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) para integrar a orquestra, atuando até 2013 sob o comando de vários maestros como John Neschling, Yan Pascal Tortelier, Marin Alsop entre outros.

De 2002 a 2004 assumiu o cargo de professor de teoria e percepção da Escola Municipal de Música de São Paulo.

Em 2004 assume a regência do coral da Igreja Presbiteriana de Sorocaba ficando à frente deste

até 2008, quando convidado pelo maestro Donaldo Guedes, vai para a Igreja Batista da Liberdade/SP ingressar o ministério de música da igreja.

Em 2015 volta para Sorocaba e assume o cargo de professor no Conservatório Musical Rogério Koury. Em 2018 assume o cargo de organista da Igreja Presbiteriana do Jardim das Oliveiras por um ano.

É professor de órgão e das disciplinas de estruturação musical.

Fonte: O Colaborador

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.