Honra, Poder, Majestade

HistóriaLetraInformaçõesRecursos e Partituras

Honra, Poder, Majestade

Letra: Horatius Bonar (1809-1889)

Tradução: J. Costa, 1969

Música: François de la Faillée, 1808 em Méthode du plainchant.

Um hino do príncipe dos hinógrafos escoceses

Especial para “Hinologia Cristã”

Histórico

Horatius Bonar (1808-1889), poeta e hinógrafo escocês, estudou na universidade de Edinburgh e foi ministro da Igreja da Escócia, tendo participado do movimento pela fundação da Igreja Livre da Escócia, da qual foi, em 1883, moderador.

Escreveu mais de 600 hinos, dos quais o mais conhecido é “I heard the voice of Jesus say” (“Ouvi o Salvador dizer”) (CC-394, HCC-413).

Bonar escreveu o hino “Blessing and Honor and Glory”; foi usada a melodia “O Quanta Qualia”, composta em 1808 por François de la Faillée e extraída de seu “Méthode du plainchant”.

Em 1969, sob o pseudônimo “J. Costa”, João Wilson Faustini traduziu esse hino, com o título “Honra, poder, majestade”.

O primeiro hinário evangélico a reproduzi-lo foi “Seja Louvado” (no. 131 – 1972), sendo imitado pelo “Hinário Evangélico” (no. 471 – 1978), “Novo Cântico” (no. 53 – 1991) e “Cantai Todos os Povos” (no. 17 – 2006).

Bibliografia

Ryden, Ernest Edwin. The Story of Christian Hymnody.

Rock Island, Illinois: Augustana Book, 1961.

Stulken, Marilyn Kay. Hymnal Companion to the Lutheran Book of Worship.

Philadelphia, Pennsylvania: Fortress Press, 1981.

 

Brasília, DF, em 15 de novembro de 2016.

Rolando de Nassau.

© 2016 de Rolando de Nassau – Usado com permissão

Honra, Poder, Majestade

Letra: Horatius Bonar (1809-1889)

Tradução: J. Costa, 1969

Música: François de la Faillée, 1808 em Méthode du plain chant.

Honra, poder, majestade, riqueza,
Sabedoria, domínio e grandeza
Ao vencedor da batalha é cantado,
Ao ser, no trono do céu coroado.

Soa nos céus o triunfo, a vitória;
Vibra na terra do seu Nome a glória;
Montes, oceanos, florestas e flores,
Do seu domínio ecoam louvores.

Sobe em canto constante alegria;
Bênçãos do alto nos vêm cada dia;
Honra, poder, majestade entoamos
Em nosso hinos que a Deus elevamos.

Dai ao Cordeiro o louvor que é devido;
Com palma e harpa, de rubro vestido.
Foi imolado — aparente fraqueza!
Mas, triunfante, já vive em grandeza.

Honra, Poder, Majestade

Letra: Horatius Bonar (1809-1889)

Tradução: J. Costa (1931)

Métrica: 10.10.10.10

Música: François de la Faillée

Data da composição: 1808

Data da tradução: 1969 

Título original: “Blessing and Honor and Glory”

Título original em Português: Honra, Poder, Majestade

Nome da melodia: O QUANTA QUALIA

Primeira linha da primeira estrofe: Honra, Poder, Majestade, Riqueza

Fonte original: Méthode du plainchant.

Fonte original em Português: Seja Louvado (n.º 131), 1972

Fontes: (SL n.º 131), HE (n.º 471), NC (N.º 53)  CTP (n.º 17)

Álbuns:

  • CD Exultai! Vinde todos louvar  – Grande Coral Evangélico – Regência Dorotéa Kerr, 2008. (Faixa 4)

Referências Bíblicas: Judas 1:25

Arranjadores: Dorotéa Kerr, 2008

Áudio: CD Exultai! Vinde todos louvar – Grande Coral Evangélico – Regência Dorotéa Kerr, 2008. – Usado com permissão

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *