Hinários Brasileiros – Joaquim Júnior

Hinários são coletâneas de hinos, normalmente na forma de livro, para uso durante o canto congregacional nos cultos e em outros eventos de uma comunidade religiosa. O reformador Martinho Lutero foi o responsável por popularizar o uso dos hinários durante os cultos na Alemanha, pois considerava a participação da congregação na adoração através dos hinos uma “ferramenta útil para transmissão dos ensinamentos”. Os hinários refletem a doutrina e a identidade de uma denominação cristã. Também, segundo Joan Sutton, um hinário “indica o estágio em que nos encontramos nessa trajetória cristã. Além disso, prevê quem seremos e medirá, no percurso, nossa estatura espiritual”.

HINÁRIOS BRASILEIROS

Os primeiros hinários brasileiros em português surgiram no final do séc. XIX (não considerados aqui os hinários católicos). O primeiro hinário foi o Salmos e Hinos, organizado em 1861 pelo casal Dr. Robert Reid Kalley e Sarah Poulton Kalley, fundadores da Igreja Evangélica Fluminense. Em 1876, Richard Holden compilou e lançou a primeira edição do hinário Hinos e Cânticos; o segundo hinário evangélico brasileiro. De iniciativa de Salomão Luiz Ginsburg, em 1891 foi publicada a primeira versão do Cantor Cristão, terceiro dos hinários evangélicos brasileiros e primeiro hinário oficial das Igrejas Batistas do Brasil.

Outros hinários foram lançados na primeira metade do século seguinte, dos quais destacam-se três: a Harpa Cristã, o Hinos de Louvores e Súplicas a Deus e o Hinário Evangélico. A Harpa Cristã é o hinário oficial das igrejas Assembleias de Deus no Brasil e foi lançada em 1922. O livro Hinos de Louvores e Súplicas a Deus é o hinário utilizado nos cultos e serviços da Congregação Cristã no Brasil; surgiu por volta do ano 1934 de forma mista, contando com hinos em italiano e outros traduzidos para o português. O Hinário Evangélico foi produzido pela extinta Confederação Evangélica do Brasil; sua primeira versão foi publicada em 1945 e teve como base o hinário Salmos e Hinos.

Na segunda metade do século XX, muitos outros hinários surgiram. Em 1977, foi publicada a primeira versão do Novo Cântico, hinário adotado pela Igreja Presbiteriana do Brasil. A Igreja Evangélica de Confissão Luterana (IECLB) lançou em 1981 o Hinos do Povo de Deus. O Hinário Luterano, que é o hinário oficial da Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB), foi lançado em 1986. No ano de 1989, a Igreja Presbiteriana Independente publicou o Canteiro, embrião do atual Cantai todos os povos. O Hinário para o Culto Cristão, um dos dois hinários oficiais das igrejas Batistas do Brasil, foi publicado em 1991, no centenário do Cantor Cristão. O Hinário Adventista do Sétimo Dia foi lançado oficialmente em 1996 e conta com muitos hinos do hinário Cantai ao Senhor, lançado em 1963, e com alguns hinos resgatados do antigo Hinário Adventista, lançado em 1933. Por fim, em 1998, foi publicado o Hinário das Igrejas Evangélicas Reformadas do Brasil.

Outros hinários também fizeram parte da história da música sacra brasileira; alguns em uso até hoje, outros em desuso. Muitas também foram as revisões feitas em cada um dos hinários: inclusão de novos hinos e melhorias poéticas, gramaticais e de tradução para o português. Em boa parte dos hinários também constam confissões denominacionais, leituras bíblicas, formas litúrgicas e outras orientações para a celebração dos cultos.

PESQUISA DE COMPARAÇÃO DOS HINÁRIOS BRASILEIROS

Com tantos hinos e hinários à disposição das igrejas evangélicas brasileiras, faz-se necessário um estudo inédito no Brasil que vise comparar os hinários entre si e avaliar as semelhanças e diferenças entre eles.

Nessa primeira fase do estudo de Comparação de Hinários foram considerados os seguintes: Salmos e Hinos (SH), Cantor Cristão (CC), Harpa Cristã Ampliada (HCA), Hinário Adventista (HA), Hinário Evangélico (HE), Hinário para o Culto Cristão (HCC), Hinário das Igrejas Evangélicas Reformadas do Brasil (IERB). Considerando esses 7 hinários, há mais de 2.800 hinos distintos.

Para a segunda fase do estudo, serão considerados também os seguintes hinários: Hinos e Cânticos (HC), Novo Cântico (NC), Hinos do Povo de Deus (HPD), Hinário Luterano (HL) e Cantai Todos os Povos (CTP).

Dos 7 hinários pesquisados nessa primeira fase, 20 hinos estão presentes em todos esses hinários (correspondentes em letra e/ou música):

  • Alvo mais que a neve (ou Seja bendito o Cordeiro);
  • Ao findar o labor desta vida (ou A última hora);
  • Benditos laços são (ou União fraterna);
  • Castelo forte;
  • Chuvas de bênçãos (ou Chuvas de graça);
  • Conta as bênçãos;
  • Deus vos guarde pelo seu poder (ou Deus nos guarde no seu amor);
  • Eis os milhões (ou Eis multidões);
  • Foi na cruz, foi na cruz (ou Oh! Quão cego eu andei);
  • Fortalece (ou Vivifica ou Vem, visita ou Santifica) a tua igreja;
  • Mais perto da tua cruz (ou Meu Senhor, sou teu);
  • Mais perto quero estar;
  • Mãos ao trabalho;
  • Mestre, o mar se revolta (ou Sossegai);
  • Noite de paz! Noite de amor!;
  • Nome precioso (ou Nome bom, doce a fé);
  • Ouve-nos, pastor divino;
  • Rocha eterna! Meu Jesus!;
  • Saudai o nome de Jesus (ou Coroai);
  • Vencendo vem Jesus (ou Já refulge a glória eterna ou Glória! Glória! Aleluia!).

Joaquim Júnior

© 2016 de Joaquim Júnior – Usado com permissão

Você pode gostar...

40 Resultados

  1. Jônatas Fernandes disse:

    Belíssimo trabalho!!
    Deus vos abençoe!

  2. Jônatas Fernandes disse:

    Belíssimo trabalho!!
    Deus vos abençoe!

  3. José Fernando da Silva disse:

    Eis aí uma grande contribuição para as igrejas. Este artigo de grande relevância para que os diretores de música os Ministros de música e até mesmo muitos pastores, que, as vezes são músicos porém não tem noção da importância da hino lógica. Parabéns Junior pelo artigo. Desde já peço autorização para usa-lo em minhas palestras que as vezes faço sobre o tema. Mais uma vez parabéns.

    • Joaquim Júnior disse:

      Prezado Fernando, muito obrigado! Fique à vontade para utilizar essas informações, bem como para divulgar o artigo e os resultados da pesquisa.

      • Dauglis disse:

        Olá amado em Cristo! Faltou talvez a história do Hinos e Cânticos usados pelos chamados:Irmãos ou (casa de oração) trazidos pelos missionários da Escócia e Nova Zelândia

      • Obrigado pela sugestão! A previsão é de que o Hinos e Cânticos seja incluído na segunda etapa da pesquisa que está em andamento agora.

  4. José Fernando da Silva disse:

    Eis aí uma grande contribuição para as igrejas. Este artigo de grande relevância para que os diretores de música os Ministros de música e até mesmo muitos pastores, que, as vezes são músicos porém não tem noção da importância da hino lógica. Parabéns Junior pelo artigo. Desde já peço autorização para usa-lo em minhas palestras que as vezes faço sobre o tema. Mais uma vez parabéns.

    • Joaquim Júnior disse:

      Prezado Fernando, muito obrigado! Fique à vontade para utilizar essas informações, bem como para divulgar o artigo e os resultados da pesquisa.

  5. Halley Idris disse:

    Caro Joaquin Junior,

    Li seu artigo e fui transportada no tempo, sentindo-me confortada por fazer parte do povo de Deus. A nossa historia é maravilhosa em todos os sentidos. Esta parte que diz respeito aos hinos é muito edificante pois conta em versos a historia gloriosa do nosso povo. Me emocionei ao relembrar os varios momentos em que juntamente com a congregaçao dos cristaos pude entoar varios destes hinos… Quanto consolo, edificaçao, alegria, constriçao aos pés da cruz! Aleluias!!!

    Agradeço ao Pai por pessoas zelosas como voce que levam adiante esse espirito cristao, tao necessario de ser vivenciado na igreja fiel e testemunhado em meio a esta geraçao tao carente do amor de Deus. Belo trabalho Joaquim Junior! Deus continue te inspirando. Paz!

    • Joaquim Júnior disse:

      Prezada Halley, fico muito feliz em saber que meu trabalho falou ao seu coração e à sua alma. Muito Obrigado pelas palavras de incentivo!

  6. Halley Idris disse:

    Caro Joaquin Junior,

    Li seu artigo e fui transportada no tempo, sentindo-me confortada por fazer parte do povo de Deus. A nossa historia é maravilhosa em todos os sentidos. Esta parte que diz respeito aos hinos é muito edificante pois conta em versos a historia gloriosa do nosso povo. Me emocionei ao relembrar os varios momentos em que juntamente com a congregaçao dos cristaos pude entoar varios destes hinos… Quanto consolo, edificaçao, alegria, constriçao aos pés da cruz! Aleluias!!!

    Agradeço ao Pai por pessoas zelosas como voce que levam adiante esse espirito cristao, tao necessario de ser vivenciado na igreja fiel e testemunhado em meio a esta geraçao tao carente do amor de Deus. Belo trabalho Joaquim Junior! Deus continue te inspirando. Paz!

    • Joaquim Júnior disse:

      Prezada Halley, fico muito feliz em saber que meu trabalho falou ao seu coração e à sua alma. Muito Obrigado pelas palavras de incentivo!

  7. Bruno disse:

    Rapaz que trabalho mais lindo… Choramos aqui em casa relembrando esse hinos abencoados.

  8. Marizelia disse:

    O presente artigo sanou minha dúvida entre cantor e harpa cristã. Gostei muito.

  9. Wellinton disse:

    Gostaria de ter visto nessa lista o BJ (Brados de Júbilo) ou na sua nova versão HBJ (Hinário Brados de Júbilo) da igreja adventista da promessa caminhando para seu primeiro centenário.

  10. Mayara Louzada disse:

    Que matéria linda! Estava pesquisando a diferença entre “Cantor Cristão” e “Harpa Cristã”, que são os dois termos que eu conhecia, antes de ler este artigo. Deus abençoe!

  11. Emerson disse:

    Parabéns pelo ótimo trabalho meu irmão.

  12. Davis Munhoz disse:

    Excelente trabalho
    Parabens ao autor

  13. lopes disse:

    Parabéns pela iniciativa.

  14. Madalena Machado disse:

    Que obra maravilhosa. Deus seja louvado por seu trabalho.

  15. Otoniel Pereira de Santana disse:

    Meu amado irmão Joaquim, lindo artigo! Se puder me esclarecer, eu posso criar um novo hinário utilizando os hinos do cantor cristão e da harpa junto com outros hinos inéditos? É preciso pedir autorização ou a a lei de domínio público já garante isso? Obrigado!

    • Joaquim Junior disse:

      Prezado Otoniel,
      É necessário fazer uma análise específica para cada hino a ser considerado no novo hinário.
      Muitos hinos são de domínio público, mas ainda há diversos hinos em que a letra, a música e/ou a tradução possuem direitos reservados.

      Por exemplo, o Hinário para o Culto Cristão trouxe algumas novas letras e traduções aos hinos do Cantor Cristão. Essas novas letras possuem como referência o ano de 1990 e só foram utilizadas com permissão específica dos autores.

      A lei que trata dos direitos autorais é a Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998:
      “Art. 41. Os direitos patrimoniais do autor perduram por setenta anos contados de 1° de janeiro do ano subseqüente ao de seu falecimento, obedecida a ordem sucessória da lei civil.”

      Portanto, neste ano de 2021, são de domínio público apenas as obras de autores falecidos até 1950.
      Mas é importante destacar que nem todos os hinários se preocuparam em registrar quais hinos são de domínio público e quais estão sendo usados com permissão ou com garantia dos direitos autorais.

  16. Andrew Monteiro disse:

    Boa tarde, que lindo este trabalho. Gostaria de saber se há algum documento contendo alguns hinários mesclados, englobando o maior numero de hinos tradicionais.

  17. PUBLIO CLEMENTE SIQUEIRA disse:

    Estou pesquisando a origem do hino 199 da harpa cristã: SENHOR REUNIDOS AQUI. VCS TEM AS EDIÇÕES ORIGINAIS DA HARPA DE 1922? SABEM ALGO SOBRE A AUTORIA DA POESIA DESSE HINO?

    • A letra é de Emilio Conde (1901-1971), escritor, compositor, tradutor e evangelista pentecostal nascido em Urros (Portugal), mas que viveu no Rio de Janeiro. É autor de vários hinos da Harpa. A melodia desse hino está presente em quases todos os hinários mas com outra letra relacionada à comunhão.

  18. Raquel disse:

    Que Deus te abençoe por fazer essa lista preciosa. Estava procurando por isso, porque os hinos gospeis de hoje não se dá mais para ouvir. Por isso estou retornando aos hinários. Que são hinos puros e dignos da gente escutar. Sou da Assembleia mas sem preconceito algum quero escutar todos. 🙏

    • Os hinos tradicionais são muito ricos em mensagem bíblica, possuem um forma adequado para o canto congregacional e são fruto de ricas histórias de vida de seus autores e compositores com Deus!

  19. Edson da Silva Bernardo disse:

    Paz e graças a todos em Cristo Jesus. Muito boa sua publicação e me vi na necessidade de conhecer sobre os Hinários Bíblicos porque na data de hoje, 09/072022, a Igreja Adventista lança ao vivo seu Hinário renovado, digamos assim, é um ganho a mais de conhecimento cristão. E independente da Congregação, Placa denominativa, enfim como Cantava Davi ao Senhor, é maravilhoso. Louva- lo, rendendo- lhe graças, em meio à Gospel Musica mania impregnada nas mídias e adentrando nos cultos, eu me rendo ao hinário tradicional cantado na Casa de Deus, principalmente pelo irmão ou a irmã mais antiga na congregação, Fiel à Palavra, temente a Deus e realmente servos do Senhor. Saúde e paz.

  20. Edson da Silva Bernardo disse:

    Muito boa sua publicação e me vi na necessidade de conhecer sobre os Hinários Bíblicos porque na data de hoje, 09/072022, a Igreja Adventista lança ao vivo seu Hinário renovado, digamos assim, é um ganho a mais de conhecimento cristão. E independente da Congregação, Placa denominativa, enfim como Cantava Davi ao Senhor, é maravilhoso. Louva- lo, rendendo- lhe graças, em meio à Gospel Musica mania impregnada nas mídias e adentrando nos cultos, eu me rendo ao hinário tradicional cantado na Casa de Deus, principalmente pelo irmão ou a irmã mais antiga na congregação, Fiel à Palavra, temente a Deus e realmente servos do Senhor. Saúde e paz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.