Mestre, o Mar se Revolta (Sossegai!) (Master, The Tempest Is Raging!) – Trad. Eduardo Peixoto

“Master, The Tempest Is Raging!” – “Mestre, o Mar se revolta” (Sossegai!)

Ano da composição: 1874

Letra: Mary Ann Baker Nome completo: Baker, Mary Ann, 1831-1921 Música: H. R. Palmer Nome completo: Palmer, Horatio Richmond, 1834- 1907

Quando uma experiência espiritual profunda e reconfortante encontra o alcance desejado, certamente traz conforto à alma dos outros, como este hino tem feito. coque iphone outlet store A partitura mais antiga, datada em 1876, dois anos após sua publicação, encontra-se no final deste trabalho.

A própria autora, Miss Mary A. Baker, descreveu sua experiência ao compor a letra deste hino.

Eis abaixo seu testemunho:

Dr. Palmer, pastor da minha igreja, me pediu para preparar várias canções sobre o assunto que seria ministrado nas aulas da escola dominical atual.

Um dos temas foi “Cristo que restaura a tempestade”. Esse tema da aula exprimia uma experiência que eu tinha passado recentemente e este hino foi o resultado dessa experiência.

Um irmão muito querido e único, um jovem de rara graciosidade e de caráter reto, tinha acabado de falecer, vítima da mesma doença que já tinha tomado meu pai e minha mãe.

Sua morte ocorreu em circunstâncias particularmente angustiantes. Ele estava a quase dois mil quilômetros de distância de casa, procurando no ar ameno e ensolarado sul do país a cura que nosso clima mais frio não podia lhe dar.

De repente, ele piorou. Eu também estava doente e não podia ir até ele. Durante duas semanas, as longas linhas de arames telegráficos levaram nossas mensagens, minhas e da minha irmã, ao nosso irmão moribundo e nós esperávamos com ansiedade, até que a uma última mensagem veio nos dizer que nosso amado irmão não era mais um habitante da terra.

Embora não nos lamentássemos como aqueles sem esperança, e embora eu acreditasse em Jesus Cristo desde a minha primeira infância e sempre quis dar ao Mestre uma vida consagrada e obediente, tornei-me perversamente rebelde nesta dispensação da providência divina.

Eu disse em meu coração que Deus não se importava comigo. Mas a própria voz do Mestre acalmou a tempestade no meu coração, não santificado, e trouxe-o para a calma de uma fé mais profunda e uma confiança mais perfeita.

Desde então, tenho dado muito do meu tempo e força ao trabalho ativo de temperança como membro da União Feminina de Temperança Cristã. Testemunhando o sofrimento incomparável que vem às irmãs, esposas e mães através da maldição legalizada de nossa terra, que é o tráfico de rum, que anualmente mata seus milhares e dezenas de milhares em sua idade adulta e apressando-os em sepulturas desonrados.

Eu vim então a sentir em meu coração um senso de gratidão pelas lembranças do meu irmão que partiu. O caminho de Deus é o melhor.

Escrevi então a letra deste hino e entreguei ao Pastor Palmer, que compôs a melodia.

Eu supus que o hino tinha feito seu trabalho e ido descansar. Mas, durante as semanas em que nossa nação vigiava à beira do leito de nosso muito amado presidente Garfield, o hino foi reeditado de forma especial e apropriado para o tempo, e foi cantada em alguns dos muitos serviços funerários realizados em todos os Estados Unidos.

É uma grande surpresa para mim que este hino, humilde, tenha cruzado os mares e cantado em terras distantes para a honra do nome do Salvador.

Sobre os autores:

Mary Ann Baker

Miss Baker foi membro da igreja Batista e residente de Chicago, Illinois. Coque huawei Foi uma obreira ativa na causa de temperança e autora de vários hinos e canções sobre o temperança da alma. Seus hinos mais populares são:

1- “Master, the tempest is ranging (Mestre o mar se revolta)”,

escrito em 1874 e musicado pelo Pastor H.R. Palmer. Esse hino foi publicado no mesmo ano no livro do Dr. Palmer chamado “Songs of Love for the Bible School (Canções de amor para Escolas Bíblicas)”.

Esse hino também foi publicado em várias outra coleções, incluindo a “Sacred Songs and Solos (Canções sagradas e solos), Londres, 1881, I.D. Sankey.

2- “Why perish with cold and with hunger? (Por que perecer de frio e fome?)”. Esse foi outro hino da autora que foi musicado por I.D. Sankey e incluído em sua obra “Canções Sagradas e Solos”.

R. Achat Coque iPhone Palmer

Dr. Palmer nasceu em 26 de abril de 1834. Foi autor de vários trabalhos de teoria musical como também editor de alguns hinários.

Compôs inúmeros obras musicais e algumas alcançaram enorme popularidade, sendo 5 de seus trabalhos publicados no famoso livro “Canções Sagradas e Solos’, I.D. Sankey, Londres, 1881.

Dentre suas publicações, estão “Canções de Amor para Escolas Biblicas” e “Livro de Atenas”, que juntos venderam mais de um milhão de cópias. offre coque huawei Como autor de hinos, ele ficou conhecido como autor de “Mestre o mar se revolta”, “Não ceda à tentação”, que foi escrito em 1868 e publicado no “National Sunday Scholl teachers’ magazine”. Foi graduado pela Univesidade de Chicago em 1880.

Texto: Eduardo Peixoto.

Após vasta pesquisa, o Hinólogo Jônatas Fernandes disponibiliza um estudo com 12 versões encontradas em diversos hinários brasileiros. Link para consulta:

 

Referências Bibliográficas

Julian, John. Dictionary of Hymnology, 1907 Hymnary org.

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. Jônatas Fernandes disse:

    Que trabalho – material maravilho!!
    Eduardo Peixoto e Robson, Deus vos abençoe ricamente!!

    • EDUARDO PEIXOTO disse:

      Amém companheiro. Parabéns igualmente pelo trabalho de pesquisa que enriqueceu grandemente o artigo.
      Forte abraço.

  2. Jônatas Fernandes disse:

    Que trabalho – material maravilho!!
    Eduardo Peixoto e Robson, Deus vos abençoe ricamente!!

    • EDUARDO PEIXOTO disse:

      Amém companheiro. Parabéns igualmente pelo trabalho de pesquisa que enriqueceu grandemente o artigo.
      Forte abraço.

  3. Rubens Ortega disse:

    Maravilhoso parabéns.

    • EDUARDO PEIXOTO disse:

      Rubens, o momento da criação desse hino foi uma experiencia maravilhosa vivida há mais de 200 anos e que se perpetua na história da musica cristã no mundo.
      Fico muito feliz que tenha gostado, Da minha parte, recebi minha porção ao pesquisar sobre esse hino.
      Forte abraço.

  4. Rubens Ortega disse:

    Maravilhoso parabéns.

    • EDUARDO PEIXOTO disse:

      Rubens, o momento da criação desse hino foi uma experiencia maravilhosa vivida há mais de 200 anos e que se perpetua na história da musica cristã no mundo.
      Fico muito feliz que tenha gostado, Da minha parte, recebi minha porção ao pesquisar sobre esse hino.
      Forte abraço.

  5. Jonas disse:

    Louvado seja Deus
    Glórias ao nome do Senhor
    Por trabalho tão tão tão edificante e sadio
    Recomendo sim

    Graça e paz amados do Senhor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *