Guilherme Kerr

Guilherme Kerr Neto nasceu em 30/08/1953 na Cidade de Araraquara/SP.

Guilherme Kerr

Guilherme Kerr é de berço evangélico; Foi na Cidade de Campinas, “Cidade das andorinhas” que o garoto cursou o primário na Escola Rio Branco (então Escola Alemã) e depois o secundário no Colégio Culto à Ciência (quando o ensino público ainda era em muitos lugares de qualidade igual ou superior ao privado). Nos anos de adolescência e início da juventude afastou-se bastante dos princípios que aprendera em casa, e não conhecendo por experiência pessoal ao Senhor Jesus, seguiu as inclinações de seu próprio coração e os ventos de “liberdade” da juventude nos anos 60 e 70. Aos 18 anos, quando acabara de entrar no Curso de Ciência Humanas na Unicamp teve uma experiência forte com Deus que mudou seus intentos de ser um diplomata de carreira. Mudou de rumos, envolveu-se com música, discipulado e evangelismo e pelos seguintes 10 anos trabalhou primeiro como voluntário depois como missionário na missão “Vencedores por Cristo”. Mudou de intentos e mudou de estudos, cursando Teologia, primeiro em Campinas, no Presbiteriano e depois em São Paulo na Faculdade Teológica Batista de Perdizes. Casou-se nesse entretempo com Sandra, campineira e companheira do ministério itinerante dos Vencedores. Também nesse tempo lhe nasceram seus quatro herdeiros, um menino e três meninas. Quando a terceira filha nasceu decidiram acalmar” o ritmo de viagens e acolheram o convite de pastorear a Igreja Batista do Morumbi, com a equipe liderada pelo pastor Ary Velloso. Foram anos frutíferos e de muito crescimento tanto a nível pessoal como na comunidade que logo passou de 14 pessoas em uma sala de estar para uma comunidade crescente de mais de mil membros. No sétimo ano novas mudanças dessa vez para um período curto em Niterói, que não foi bem sucedido e depois mais vários anos em Campinas onde trabalhou como diretor de publicações em um organização cristã e onde plantou uma igreja a partir de um grupo de estudos bíblico que iniciara em sua residência. No inverno de 1992 outra mudança grande – três anos de mestrado no Canadá, com toda a família e os filhos então adolescentes. Em 95 voltaram para Campinas por mais três anos depois dos quais um convite os levou de volta às Américas, desta vez ao sul da Florida, onde tem trabalhado desde então com brasileiros e americanos. A partir de 2015 deixou o ministério pastoral local para atender convites e poder viajar com mais liberdade, ensinando, cantando e encorajando. Sem tivesse particularmente planejado isso, Guilherme acabou se tornando conhecido em função do alcance e divulgação que sua música e poesias adquiriram principalmente por conta do trabalho com “Vencedores” e com a Igreja Batista do Morumbi.

Dentre suas composições nacionalmente conhecidas (incluindo parcerias), podemos citar algumas:

Fonte: O Colaborador

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *