Longe de Ti, meu Senhor

ComentárioLetraInformaçõesRecursos e Partituras

Longe de Ti, meu Senhor

Letra: Gilberto Figueira (1924-2017), 1976 (1.ª estrofe)
Silvino Netto, 2017 (2.ª estrofe)
Música: Gilberto Figueira (1924-2017), 1976

Ao poetar seu canto, Longe de Ti…, Gilberto, certamente, expressa seus momentos de reflexão na caminhada cristã. Assim como o poeta Davi, Gilberto se identifica em passos trôpegos, quando distante de Deus, e na saudade de Deus busca no vazio do tempo e espaço, o caminho de volta da escuridão e passo a passo aproxima-se da luz divina, que lhe permite  contemplar as maravilhas daquele que na  Lei de Deus medita de dia e de noite. Gilberto torna-se um peregrino bem-aventurado! (Salmo 1).

O Filho Pródigo pode se distanciar em passos largos para o abismo, mas, a Lei do Senhor, é sempre luz que redirige os passos no caminho de volta para casa. Agora, já não mais na escuridão! Agora, sob a iluminação da Palavra de Deus!

Gilberto de Novaes Figueira nasceu 02/01/1924 na Cidade de Santo Antônio de Jesus/BA.  Gilberto teve em sua trajetória profissional,  caminhos variados. Foi Delegado, Professor, Bancário desenvolvendo com competência as diversas facetas de atividades profissionais. Na caminhada eclesiástica foi sempre líder e exerceu o diaconato como reconhecimento de sua fidelidade à Igreja de Cristo. Na sua juventude encontrou nas mãos de uma musicista seu par de vida conjugal. Gilberto e Leuzi vivenciaram uma caminhada de 68 anos juntos, enriquecida com o nascimento de suas filhas: Helene e Eliana e seus netos Marcelo e Renan. Lélio e Claudio agregaram à família como genros.  De Gilberto pode-se dizer: Uma referência de vida próspera e feliz de quem desejou sempre viver perto de seu Senhor.

Silvino Netto

Longe de Ti, meu Senhor

Letra: Gilberto Figueira (1924-2017), 1976 (1.ª estrofe)
Silvino Netto, 2017 (2.ª estrofe)
Música: Gilberto Figueira (1924-2017), 1976

Longe de Ti, meu Senhor, são vagos os passos meus
Perigos há e temor por onde não andas, meu Deus,
Tu tens poder, eu sei. Meus olhos vem pois desvendar
E maravilhas da Tua Lei verei em meu caminhar.

Perto de ti, meu Senhor, agora nos braços teus,
Desfruto a Glória dos céus, andando contigo, meu Deus!
Tu és fiel, meu Rei, que gozo poder contemplar
As maravilhas do novo lar, que eu sempre desfrutarei!

Longe de Ti, meu Senhor

Letra: Gilberto Figueira (1924-2017)
Silvino Netto (1942)

Data da Letra: 1976 (1.ª estrofe)
2017 (2.ª estrofe)

Música: Gilberto Figueira (1924-2017)

Data da Música: 1976

Fonte original: Os autores

Referência Bíblica: Salmo 1 / Lucas 15:11-32

 

 

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *