Já vem o meu amado

HistóriaLetraInformaçõesRecursos e Partituras

Já vem o meu amado

Letra: Carlos Nejar, 1996
Música: Marco Maurício Lima, 2001

Este é um lindo hino de Carlos Nejar com Marco Maurício Lima, que nos contam:

“Deus me inspirou de escrever minha versão de “Cantares”, de Salomão, em Porto Alegre, em momento penoso, no ano de 1996. Usando o título de um versículo do Salmo, de Davi, que que “todas as minhas fontes estão em ti”, hoje em segunda edição – (Unisul e Escrituras). Os versos vieram em menos de mês, perfazendo o livro de mesmo nome, publicado em 2000, pela ed. Eclesia, que mereceu o prêmio de excelência, em São Paulo, dos editores cristãos (ABEC, em 2001). O irmão Marco Maurício o musicou, a pedido do Pr. Alexandre Gueiros, em 3 de abril de 2001, quando me foi entregue o diploma de Cidadão de Brasília. ” Já vem o meu Amado”, é o primeiro poema e o livro todo trata da vinda de Jesus, para o Arrebatamento. O amor entre o Filho do Homem e a Amada Igreja. Há o movimento da espera e o movimento de Sua vinda.  E como refiro num dos trechos, “todas as fontes/do amor/ estão jorrando. (Depoimento de Carlos Nejar, Rio, 20 de Outubro de 2017)”.¹

“Em 2001 Embaixador Alexandre Gueiros me chamou junto com outros 2 instrumentistas para musicar os versos do irmão imortal que seria diplomado Cidadão de Brasília por moção do Deputado Rajão. Eu escolhi os versos de Cantares, outro escolheu um dos últimos cantos de O Campeador e o Vento – fez um jogral musicado e um terceiro fez num poema sobre Estêvão – fez uma música incidental para recitar o poema. Da minha parte senti que deveria me recolher em casa, havia um convite para uma festa, mas preferi fazer meu culto doméstico e após as orações fui tocando uma melodia junto com a harmonia, sobre os versos do poema de Cantares. (Depoimento de Marco Maurício Lima, 20 de Outubro de 2017).”²

Luiz Carlos Verzoni Nejar nasceu em 11/01/1939 na cidade de Porto Alegre/RS. Nejar é Poeta, Ficcionista, Tradutor e Crítico Literário Brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras (ABL) e Academia Brasileira de Filosofia (ABF). Atualmente reside no Rio de Janeiro/RJ.

Marco Maurício Lima nasceu em 14/02/1973 na Cidade de Goiânia/GO. Marco foi criado em um ambiente musical, pois sua mãe, Lusalva dos Santos (1945-2009) sempre regeu coros, fez arranjos, o que o incentivou a compor e criar. Marco é pianista, arranjador e compositor. Atualmente reside no Rio de Janeiro/RJ.

Robson Junior

Notas:

¹. NEJAR, Luiz Carlos V. Já vem o meu amado. Mensagem recebida por <robsonjosesantosjunior@gmail.com> em 20 out 2017.
². LIMA, Marco M. Já vem o meu amado. Mensagem recebida via WhatsApp por Robson José dos Santos Junior em 20 out 2017.

Já vem o meu amado

Letra: Carlos Nejar, 1996
Música: Marco Maurício Lima, 2001

Já vem o meu amado,
secando a dor, o pranto.
O lume é confiado
ao coração tocando
a candeia dos montes
com os animais, os claros
do mais longe horizonte.
E tudo é preparado
em Deus, o mais distante
em luz aperfeiçoado.

Já vem o meu amado
Cristo Jesus, declino
os verbos e os ouvidos
aos seus passos velados.
E sonho pelas portas
e as janelas, os vincos.
Não há vento ou sentido
maior. Com ele afino
as esperas, os trincos
da alma. Vão-se abrindo.

Já vem o meu amado

Letra: Carlos Nejar (1939)

Data da Letra: 1996

Música: Marco Maurício Lima (1973)

Data da Música: 2001

Nome das melodias: AMADO

Primeira linha da primeira estrofe: Já vem o meu amado

Fonte original: Os autores

Referências Bíblicas: Cantares de Salomão 2.8

Arranjadores: Marcio Lisboa, 2017

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *