Silas Candeia

Biografia

Silas Candeia

Silas Candeia Santos nasceu em 12/06/1935 na cidade de Santa Cruz/ES.

Foi criado numa família de batistas tradicionais e recebeu as primeiras orientações na Igreja Batista da Praia do Suá, onde foi batizado aos 6 anos de idade. Casou-se com Heloisa Oliveira.

Fez o ginasial no Colégio Americano de Vitória-ES e o colegial no Colégio Batista Shepard, no Rio de Janeiro-RJ.

De retorno a Vitória, ingressou na Primeira Igreja Batista, tendo participado intensamente em diversos congressos de mocidade, compondo hinos oficiais e colaborando em diversos setores da Igreja.

Obteve o primeiro lugar no concurso Natal das Letras, do jornal A Gazeta, de Vitória, como poema Natais de Ontem, hoje e amanhã.

Em 1957, transferiu-se para o Rio de Janeiro onde concluiu o curso de Letras Neolatinas, Administração Pública e Direito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Logo, passou a participar intensamente na vida da mocidade da
Igreja Batista Itacuruçá, tendo se destacado com um dos grandes valores, mediante composição de hinos e corinhos, sob a orientação da saudosa Elza Lakschevitz.Foi um dos tenores do coral, sob a batuta de Bill Ichter, Boyd Sutton e Elza.

          Depoimento de Silas Candeia acerca de sua “Oração” publicada no site Hinologia Cristã:

Lá pelos idos de 1963 eu era bastante atuante no meio da mocidade da Igreja Batista de Itacuruçá/RJ. Certo dia, recebi de minha amiga ELZA LAKSCHEVITZ a incumbência de elaborar uma letra para compormos um hino para ser cantado pelo coral. Aceitei o desafio e escrevi a letra de “ORAÇÃO”, na qual foi colocada música por minha amiga maestrina. Infelizmente, a partitura ficou perdida em meio aos papéis do coro, muito embora eu tivesse pesquisado bastante para saber o seu paradeiro. Com a enfermidade que acometeu nossa musicóloga, perdi a esperança de recuperar a obra. Ocorre que a atual regente, Irmã Delcy Bernardes Gonçalves, resgatou a obra, em meio à papelada do coral, motivo pelo qual imprimi e estou distribuindo ao público interessado em música coral, para que façam uso do mesmo em louvor a Deus. Agradeço a todos que me encorajaram e desejo que façam uso dessa modesta obra para glória de nosso Salvador. Silas Candeia

          Esse texto posteriormente foi adaptado por mim e pelo poeta Wolô, com nova música composta por Wellington Costa.

Oração

Letra: Silas Candeia dos Santos, 1963
Adaptação: Robson Junior, Wolô Borus, 2019

Sem Ti, ó Deus o mundo é um deserto,
A rosa sem perfume  e sem  cor,
As aves sem cantar, o voo incerto.
Em rumos de perigo e com temor.

Concede sempre, ó Deus, a luz divina
E os passos meus na trilha a seguir.
É teu o meu querer, meu ser domina.
E o brilho do teu sol irá luzir.

Que eu possa refletir amor profundo
Nas trevas o teu brilho eternal.
Transforma-me em Luz para este mundo
Do vão deserto ao Éden divinal.

Silas foi membro da Igreja Batista Memorial de Brasília. Faleceu em 23/12/2023.

Texto: Robson Santos

© 2023 de Robson Santos – Usado com permissão

Oração (Silas Candeia)

(1935-2023)

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.