Alexandre Reichert Filho (1949-2020)

Biografia

Alexandre Reichert Filho (1949–2020)

Alexandre Reichert Filho

Nasceu em 17/03/1949, na cidade de Sertanópolis, no Estado do Paraná, Brasil, filho de Alexandre e Elba Reichert, e irmão de Nancy Reichert Pasquarele.

Desde a mais tenra idade demonstrou talento e precocidade incomuns para a música, para os instrumentos de teclado, em especial o piano, seu companheiro ao longo de toda a vida. Graduou-se em Acordeom e em Teoria Musical na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, tendo sido considerado o melhor aluno que até então tinha passado por aquela especializadíssima escola de música.

Ainda em sua fase de pré-adolescência e adolescência começou a se destacar também como líder e diretor de música, dirigindo Corais, Conjuntos, Quartetos e dando aulas de piano e música no antigo Instituto Adventista Paranaense, em Maringá-PR.

Em meados dos anos 70 foi convidado para ser o Diretor Musical e pianista do Quarteto Arautos do Rei de A Voz da Profecia, no Rio de Janeiro-RJ, Brasil. Foi um divisor de águas, trouxe uma equilibrada modernidade ao trabalho e ao repertório desse famoso Quarteto, sempre com qualidade e sofisticação.

No início dos anos 80 migrou para os EUA onde viveu por quase quatro décadas, destacando-se como pianista concertista, diretor de música de várias igrejas, adventistas e evangélicas, e, também liderando grandes Corais e Quartetos. Tocou para grupos de renome como os The Heritage Singers eThe King’s Heralds Quartet.

Alexandre Reichert Filho e Heritage Singers (1983)

Entre os grupos que formou e/ou dirigiu, citando apenas alguns, estão, entre outros: Quarteto Hosanas, Quarteto Arautos do Rei, Grupo VP 75-76, Coral Adventista Brasileiro da Califórnia e Quarteto Shalom, com o qual ganhou dois prêmios DOVE.

Arautos do Rei (8.ª Formação 1979/1980)

Como grande compositor que foi, criou inúmeros trabalhos de ponta, como a famosa Cantata do Filho Pródigo, Cantata Ora Vem Senhor Jesus, Cantata Junto à Cruz, e o maravilhoso hino As Bem-Aventuranças. Especialista em grandes programas e eventos de Natal, marcava presença todo ano nessas festividades em Los Angeles-USA.

Descansou em Deus, a quem serviu com sua arte por toda a vida. Que o Criador tenha recolhido seu espírito e o devolva em um corpo perfeito e espiritual por ocasião da Grande Ressurreição, na volta do Senhor Jesus. Aleluia! Maranata!

Texto: Mário Jorge Lima
Revisão: Nancy Reichert

© 2022 de Mario Jorge Lima – Usado com permissão

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Raquel Bastos Marques disse:

    Fui gde admiradora do Xandinho, meu amigo de infância, nascemos no mesmo chão, estudamos na mesma escola, com os mesmos professores, eu cantei a 1a música que ele tocou no piano ” Se na família está Jesus””, porque até então ele só tocava na sanfoninha dele. Que saudades!!!!

  2. Randal disse:

    Ele foi meu colega de colégio em 1968 no , IAP em Curitiba deu aula de piano em Curitiba e não no IAP em Maringá . Um talento fantástico que despensa comentário . Fez muito pela música sacra !!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.