Sueudo Fernandes

Sueudo Fernandes (1975-2020)

Biografia

Sueudo Fernandes da Silva (1975-2020)

Sueudo Fernandes da Silva nasceu em 31/05/1975 na Cidade de Recife/PE.

Licenciado em Música pela Universidade Federal de Pernambuco (2005) e Bacharel em Música Sacra com ênfase em Composição pelo Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil (2001). Sueudo foi professor de música do Instituto Federal de Alagoas, onde atua como Coordenador do programa institucional de extensão ArtIFAL (Iniciação Musical e Canto Coral com alunos do Instituto e pessoas da comunidade) e Coordenador de Extensão do campus Penedo. Enquanto trabalhou no Conservatório Pernambucano de Música (2010 a 2014), ensinou Editoração Musical, Harmonia, Música do Século XX, Música de Câmara, Prática de Conjunto e Regência, além de ter sido regente fundador do Coro de Câmara (2012 a 2014) da mesma instituição. No Centro de Educação Musical de Olinda (2007 a 2014), foi professor de Canto Coral, Harmonia, Prática de Conjunto, Teoria e Solfejo, além de regente do coro infanto-juvenil Pequenos Cantores de Olinda (2011 a 2013). Foi regente fundador da Orquestra Gamaliel Perruci da Igreja Batista da Capunga – Recife/PE (formada por alunos do CPM e de comunidades carentes), Ministro de Música (diretor de atividades musicais) da Igreja Batista dos Remédios e da Primeira Igreja Batista do Engenho do Meio, foi diretor musical e arranjador do grupo Manhattan de Garçons Cantores (Recife) e do grupo vocal performático Cena Vocal. Atou como regente, orquestrador e arranjador reconhecido nacionalmente e tem composições publicadas no Brasil e nos Estados Unidos.

Sueudo musicou o texto Amor Profundo – O amor quam ecstaticus (traduzido para o Português por João Wilson Faustini). Confira no link abaixo:

 

Amor Profundo

 

Sueudo compôs a peça coral “Quando paro pra pensar (O Senhor é minha Rocha)” cantado por diversos coros no Brasil e exterior.

Sueudo Fernandes faleceu em 26/10/2020.

Fonte: O Colaborador

(1975-2020)

Você pode gostar...