Perdoa-me, Senhor

HistóriaLetraInformações

Perdoa-me, Senhor

Letra e Música: Hiram Rollo Júnior, 1987

Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade: apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado” (Salmo 51.1,2).

Em 1987, Hiram Rollo Júnior, então Ministro de Música da Igreja Batista da Aldeota, Fortaleza, CE, decidiu compor um hino para cada mês na igreja, recebendo de seu pastor, Roldão Arruda (com quem trabalhou num clima de muita afinidade e cooperação) total apoio. Não havia ênfase tão específica para o mês de julho. Sendo um mês de férias, Hiram ficou à vontade para decidir sobre o tema. Ele pensou na necessidade de hinos de confissão e arrependimento. Hiram conta como surgiu este comovente hino e as primeiras experiências e bênçãos com ele:

Certa noite no final de maio, em meu apartamento, comecei a escrever. Texto e música vinham chegando quase ao mesmo tempo. Peguei um papel com pauta musical e comecei a anotar a música, mesmo sem dispor de um instrumento naquele momento, pois havia deixado meu teclado na igreja. Nasceu a música em Ré menor (muito grave para a congregação), com o estilo de um chorinho brasileiro, com o pensamento ligado em Villa-Lobos e sua simpatia pelo violoncelo.

Logo comecei a trabalhar na melhor elaboração do texto, cuja terceira estrofe veio como resultado da maneira como Deus me falara através do hino My house is full (Minha casa está cheia) de Lanny Wolfe, que há pouco tempo havia traduzido. O texto me parecia extenso. Não senti, todavia, que devesse alterá-lo. A parte [A] de cada estrofe apresenta as falhas confessadas ao Senhor e a parte [B] aponta para a atitude positiva em suprir aquelas falhas cometidas. As palavras representaram e têm representado muitas vezes aquilo que sentia e sinto em meu coração.

No último sábado de junho levei o hino para o ensaio do coro, a fim de me ajudar no ensino à congregação. Usei-o no momento devocional do ensaio. Todos aprenderam muito rápido e um clima de emoção nos envolveu. Estávamos quase todos lagrimando, derramando o coração impuro diante do Senhor para que ele viesse nos perdoar.

No primeiro domingo de julho cantamos o hino no culto matinal, cantado a primeira vez em um culto. No momento da contrição houve o mesmo clima de emoção. Várias pessoas vieram à frente para orar pedindo perdão pelos seus pecados. Jamais esquecerei. Foi uma das experiências mais marcantes em meu ministério na [I.B.] ALDEOTA, razão pela qual dei este nome ao título da melodia.[1]

Muitas pessoas em outras partes do Brasil têm testemunhado do seu arrependimento e perdão ao cantar este hino. Certamente a ótima combinação da sua mensagem e música faz dele um instrumento poderoso nas mãos do Senhor. (Ver dados deste habilidoso compositor no Hinário para o Culto Cristão – Hino n.º 21)

*Texto retirado do livro Notas Históricas do HCC, Edith Brock Mulholland. Rio de Janeiro: JUERP, 2001.

[1] ROLLO JÚNIOR, Hiram Simões. Carta à autora em 3 de junho de 1992.

Perdoa-me, Senhor

Letra e Música: Hiram Rollo Júnior, 1987

Perdoa-me, Senhor, se não vivi pra te servir,
se em meu agir o teu amor também não refleti.
Perdoa-me, Senhor, se em teu caminho não segui,
se falhas cometi, se tua doce voz não quis ouvir.

Escuta minha oração, Senhor,
desejo aqui viver pra teu louvor;
ensina-me a te ouvir e com amor servir
e os santos passos teus aqui seguir.

Perdoa-me, Senhor, se eu de ti me afastei,
se em meu caminho escuro tua luz não procurei;
Perdoa-me, Senhor, se na aflição não te busquei,
se eu não te sondei, se teu querer pra mim não procurei.

Escuta minha oração, Senhor,
desejo aqui viver pra teu louvor;
ensina-me a voltar e junto a ti estar
e em tua graça sempre confiar.

Perdoa-me, Senhor, se frutos eu não produzi,
se, indiferente a tudo, a missão eu não cumpri;
Perdoa-me, Senhor, se os campos brancos eu não vi,
se só pra mim vivi, se meus talentos não desenvolvi.

Escuta minha oração, Senhor,
desejo aqui viver pra teu louvor;
ensina-me a agir e meu dever cumprir
e frutos dignos dedicar a ti.

Perdoa-me, Senhor

Letra / Música: Hiram Rollo Júnior (1961)

Métrica: 14.14.14.6.10.10.10.6.6.10.

Ano da composição: 1987 

Título original: “Perdoa-me, Senhor”

Nome da melodia: ALDEOTA

Primeira linha da primeira estrofe: Perdoa-me, Senhor, se eu não vivi pra te servir,

Primeira linha do estribilho: Escuta minha oração, Senhor,

Álbuns: 

  • CD e DVD Hinos da Nossa História II – Grande Coral Evangélico – Regência Dorotéa Kerr, 2011. (Faixa 12)

Fonte original: HCC (275)

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *