O Hino sobre a Igreja Triunfante – Roberto Hollanda

O hino sobre a Igreja triunfante
(Especial para “Hinologia Cristã”)

Em 30 de maio do corrente ano, transmitido pelo canal de músicas do “You Tube”, ouvi, cantado entusiasmadamente por uma congregação, o hino “The Church Triumphant”.

A Igreja Triunfante

Trata-se de um hino latino, atribuído a Thomas à Kempis no século 15 e traduzido em 1858 pelo pesquisador de história eclesiástica medieval John Mason Neale (1818-1866). Foi publicado em 1865 no hinário “Neale’s Hymns, chiefly Medieval”.

A letra inglesa de Neale, com cinco estrofes, é do teor seguinte:

1. Light’s abode, celestial Salem,
vision whence true peace doth spring,
brighter than the heart can fancy,
mansion of the highest King;
O how glorious are the praises
which of thee the prophets sing!

2. There for ever and for ever
alleluia is outpoured;
for unending, for unbroken,
is the feast-day of the Lord;
all is pure and all is holy
that within thy walls is stored.

3. There no cloud or passing vapour
dims the brightness of the air;
endless noon-day, glorious noon-day,
from the Sun of suns is there;
there no night brings rest from labour,
for unknown are toil and care.

4. O how glorious and resplendent,
fragile body, shalt thou be,
when endued with so much beauty,
full of health and strong and free,
full of vigour, full of pleasure
that shall last eternally.

5. Now with gladness, now with courage,
bear the burden on thee laid,
that hereafter these thy labours
may with endless gifts be paid;
and in everlasting glory
thou with brightness be arrayed.

 (ver: “The Hymnal” – The Episcopal Church – no. 622 – 1982).

“Regent Square”, a música desse hino, baseada no cantochão “Urbs beata Jerusalem”, foi composta por Henry Thomas Smart (1813-1879), e consta do hinário anglicano.

A música de Smart, compositor da Era Vitoriana, gozou de popularidade até o fim do século 19. David Gordon Hill em 1988 publicou um livro fazendo a reavaliação da obra de Smart (ver: McGuire, Charles Edward. Historical Dictionary of English Music: 1400-1958).

Smart foi considerado por alguns músicos, seus contemporâneos, como um dos maiores compositores britânicos do período romântico. O hinólogo William Jensen Reynolds lembrou que Smart foi um dos mais virtuosos organistas de concerto de sua época.

De 1831 a 1836, Smart foi organista numa igreja paroquial no Lancashire (Inglaterra); em 1836 retornou a Londres para ser organista numa igreja localizada na Regent Street e crítico musical de um semanário londrino; de 1844 a 1864, numa igreja da Old Street; de 1865 a 1879, continuou sua brilhante carreira de organista e perito na construção de órgãos-de-tubos e, algum tempo, serviu como editor musical do “The Presbyterian Hymnal”. Sua mais conhecida composição nos EUA é a música “Regent Square”, cantada com a letra de Neale. Atualmente, existem quase 10 milhões de notas biográficas publicadas em jornais norte-americanos sobre Smart.

Em 3 de junho, fui informado pelo missionário norte-americano David James Spiegel, enviado pela junta de missões internacionais da convenção batista do Sul dos EUA (Richmond, Virginia), que trabalha em Brasília, sobre a tradução que fez do hino “The Church Triumphant”, esta com seis estrofes.

É muito valiosa e significativa a tradução de Spiegel, pois poderá ser usada nas comemorações das igrejas.

Até este momento, nenhuma congregação evangélica cantou no Brasil este belo hino de John Mason Neale e Henry Thomas Smart.

Roberto Hollanda

Brasília, DF, em 06 de agosto de 2019

© 2019 de Roberto Hollanda – Usado com permissão

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *