Matheus Iensen

BiografiaFotos

Matheus Iensen (1937-2019)

Matheus Iensen

Recebemos a triste notícia da partida para a eternidade do conhecido cantor sacro, pastor Mateus Iensen, um dos ícones da música evangélica brasileira.

Ele estava internado há 23 dias na UTI em decorrência de complicações na saúde, mas hoje (18-03), o Senhor o recolheu para Si.

Na história da evangelização mundial, vemos os nomes de vários evangelistas que abalaram o mundo e alcançaram milhões de pessoas com a Palavra de Deus, entre os quais, John Wesley, Dwght L. Moody, Billy Graham, Daniel Berg, Bernhard Johnson e tantos outros. No Brasil, é necessário que se coloque entre os principais evangelistas, o nome de Matheus Iensen, que através de seus programas radiofônicos influenciou toda uma geração. Foi um dos primeiros cantores da música evangélica brasileira e proprietário das rádios Marumby e Novas de paz e da gravadora e editora Estrela da Manhã, em Curitiba (PR).

Mateus Iensen, nasceu no dia 7 de janeiro de 1937, na cidade de Imbituva (PR), era filho do casal Antônio Marcos Iensen e Inocência Iensen. De origem humilde do interior do Paraná, sua infância foi de muito trabalho e sacrifício. Desde pequeno ajudava o pai nas tarefas mais difíceis, tanto na lavoura, cuidando dos animais, e apesar de ainda novinho, mas sempre disposto em ajudar no que fosse necessário.

Um dos tristes fatos ocorridos nessa época, foi um incêndio ocorrido na casa de seus pais, na região de Três Vendas, em Faxinal. A casa foi totalmente danificada pela ação do fogo, mas a família foi salva.

Ainda adolescente, toda sua família converteu-se ao evangelho, na AD no bairro dos Elói, em Faxinal. No ano de 1949, Matheus Iensen, foi batizado nas águas pelo pastor Ernesto Martinson, então líder da igreja em Faxinal. Pouco tempo antes, porém, numa noite em casa, junto ao pai e irmãos (sua mãe e irmãs havia ido à igreja), Matheus foi batizado com o Espírito Santo.

Como jovem na igreja, procurou ser exemplar, dedicando-se no trabalho do Senhor, cantando no coral da igreja, regido na época pelo maestro Antônio Verediano. Nessa época conheceu a filha de um fazendeiro de nome João Vieira Falavinha, dono de um grande cafezal, mas que também desenvolvia a criação de gado. João Falavinha e sua esposa Aracy Martins Vieira Falavinha, eram pais de oito filhos, e entre eles Mercedes, a moça que atraiu a atenção do jovem Matheus.

Mercedes e Matheus Iensen

Depois de um período de namoro, os dois jovens se casaram no dia 31 de março de 1956, na fazenda da família, denominada “Seio de Abraão”. A cerimônia realizada numa bela tarde, foi celebrada pelo pastor João Pereira de Andrade e Silva. Dessa união nasceram os filhos: Abigail (falecida), João, Daniel, Heliel (falecido), Carlos (falecido), Paulo e Vanderlei (também de saudosa memória). A família foi acrescida com a chegada das noras, vários netos e bisnetos.

O ministério de louvor do cantor Matheus Iensen, teve início quando ainda na cidade de Faxinal, ele comprou um acordeon de 48 baixos, e começou a cantar junto com a sua esposa Mercedes. Pouco depois a cunhada Raquel Falavinha, juntou-se ao casal. Esses irmãos cantavam lindos hinos ao Senhor e eram sempre convidados para as festividades das igrejas no interior paranaense, de forma que com pouco tempo a agenda de compromissos estava cheia. Tal era a aceitação. Posteriormente, os outros cunhados Enéias e José Falavinha também foram convidados a se juntarem ao grupo e daí surgiram as primeiras gravações.

Os dois primeiro compactos era formado com as irmãs Mercedes e Raquel Falavinha, tendo o acompanhamento instrumental de: pastor Antônio de Castro (bandolim), Enoque Falavinha (violão), maestro Antônio Verediano (violão) e Matheus Iensen (acordeon). O estúdio improvisado foi num salão nos fundos do templo da AD em Apucarana (PR). Mesmo tendo um problema técnico na gravação e que foi corrigido no momento oportuno, a aceitação do público foi grande.

Em 1964, Matheus Iensen ingressou na Rádio Difusora de Apucarana (PR) com o programa Musical Evangélico, iniciando então sua carreira como radialista. Era dado destaque à cânticos e pregações. Eram apresentados cânticos ao vivo cantados por ele juntamente com as Irmãs Falavinha.

Cumprindo o plano de Deus para sua vida, Matheus Iensen, mudou-se para Curitiba em 19 de janeiro de 1966. Inicialmente morou numa simples casa que alugara e que posteriormente comprou. Ainda nesse mesmo ano, ingressou na rádio Marumby com um programa diário que logo conquistou notável audiência e grande quantidade de cartas enviadas ao programa. Em cada programa, irmãos de vários lugares aglomeravam-se em torno do estúdio para ver de perto o apresentador, que a todos conquistava com a sua humildade e simpatia.

Faltando ainda seis meses para vencer seu contrato com a rádio Marumby, seu horário foi vendido para outra pessoa por um valor consideravelmente maior, o que deixou-o no ar por apenas mais uma semana. Humilhado, teve que deixar a Rádio Marumby. Dez anos mais tarde ele comprara a emissora, mesmo assim manteve seu programa na Rádio Universo de Curitiba até comprar a onda curta da rádio Diário da Manhã de Florianópolis que mais tarde veio à se chamar também como rádio Marumby alcançando grande destaque nacional e internacional.

O programa “Musical Evangélico” é o mais famoso e conhecido programa evangélico musical do Brasil e esta no ar até os dias de hoje. Contava também contava com a participação de João Falavinha Iensen, seu filho que apresentou por muitos anos o programa. Na década de 70, era comum no horário de 12 às 13 horas (salvo engano), em quase toda casa de um assembleiano, estar ligado no programa evangélico comandado por Mateus Iensen. Os crentes cantavam juntos com as gravações dos hinos que eram transmitidos e no final recebiam a oração do apresentador. No passado, Matheus Iensen contou com a valorosa colaboração do amado irmão Adeildo Feliciano do Nascimento por seis anos. O programa teve também a participação do filho mais velho, João Falavinha Iensen, que por muitos anos apresentou o programa Musical Evangélico junto com seu pai.

Mateus Iensen, tornou-se conhecido nacionalmente, por ocasião do encerramento da 8ª Conferência Mundial Pentecostal, realizada na tarde do dia 23 de julho de 1967, no estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, quando ele cantou o hino “HORA DE PARTIR”, com acompanhamento do acordeonista, Natanael Passos. O cântico desse hino alegrou muito a todos os que presenciaram o evento. Na ocasião, o culto era dirigido pelo missionário Bernhard Johnson Jr. que atendendo pedido do conceituado pastor José Pimentel de Carvalho (de Curitiba), cedeu a oportunidade ao cantor para louvar ao Senhor. Foi uma verdadeira apoteose espiritual.

Pastor Matheus Iensen, além de comunicador e cantor, também foi um grande cooperador na obra de Deus, sob a liderança do saudoso pastor José Pimentel de Carvalho. No dia 2 de julho de 2000, ele foi separado ao serviço de presbítero e ainda nesse mesmo ano, em 7 de dezembro na AD de Curitiba, durante o encerramento da convenção estadual CIEADEP, na época presidida pelo pastor Israel Sodré, Matheus Iensen foi consagrado a evangelista. Poucos anos depois foi ordenado pastor.

Consolidando sua liderança política, Matheus Iensen candidatou-se a Deputado Federal pelo Paraná nas eleições de 15 de novembro de 1986, sendo eleito com 79.758 votos. Foi reeleito para o segundo mandato em 3 de outubro de 1990, tendo atuado até 31 de janeiro de 1995.

Ao partir com Cristo, aos 82 anos, Mateus Iensen deixa saudosos a sua companheira, irmã Mercedes Falavinha que muito ajudou no seu ministério, seus filhos, netos e uma infinidade de pastores, obreiros em geral e irmãos de todo o Brasil que o amava e admirava pelo grande trabalho que ele desenvolveu, na área evangelística através dos seus programas radiofônicos.

A Assembleia de Deus Ministério de Coronel Fabriciano e Ipatinga, presidida pelo Pastor José Martins de Calais Júnior, e que tem como presidente de honra, o Pastor Antônio Rosa da Silva (que conheceu muito o cantor e pastor Mateus Iensen), envia suas condolências aos familiares e amigos pelo falecimento do nosso querido irmão. Que o Senhor possa trazer o conforto necessário a todos.

Compilação: Jacó Rodrigues Santiago

Fonte: Livro biográfico “Minha Vida, minha história”, de Roberto de Carvalho e Andréa Iensen – Curitiba, 2001

Link: https://jacorodriguessantiago.blogspot.com/2019/04/pastor-e-cantor-sacro-mateus-iensen.html

Matheus Iensen (1937-2019)

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Dy Campos disse:

    Eu cantor Dy Campos nascido aos 13 de março de 1953 em Colorado Estado do Paraná Membro da igreja Evangélica assembleia de Deus, meu relato foi um grande prazer conhecer meu irmão em Cristo, Cantor e Pastor Matheus Iensen. Em 1976 fizemos o primeiro programa de Rádio juntos na Radio Universo de Curitiba. Hoje ele dorme em Cristo, aqui fica os meus Sentimentos a toda Família.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.