História do Hino “Eu quero cantar (Quero amar)” de Umberto Cantoni

Umberto Cantoni

Eu Quero Cantar (Quero amar)

Letra e Música: Umberto Cantoni, 1968

Em um vídeo lançado em 2019 no Canal do Youtube ‘Hinologia Cristã’, o maestro Umberto Cantoni nos conta que em 1968, no Coral da Igreja Metodista de Chácara Flora, São Paulo, existia um grupo feminino que participava de um Trabalho Missionário da Igreja Metodista.  Era final de ano e uma das moças que iria receber o seu diploma o convidou para ser o paraninfo daquela comemoração. A situação no Brasil não era boa, e as moças (jovens em geral) eram perseguidas nas igrejas e a situação estava muito difícil. Ele aceitou compor esse hino, e pensou em cantá-lo de um modo que não ficasse tão triste e pesado. Trata-se de um hino com três estrofes que fala como deveria atuar o jovem da Igreja nesse período de tanto sofrimento e de tanta angústia. Foi então que no dia da formatura o hino foi estreado:

 

Eu quero cantar, eu quero cantar.
Um canto novo eu quero cantar;
Um canto que fale de amor;
Um canto que fale de amor:
Aleluia! Aleluia!

Não quero pregar mais sobre o amor,
Mas quero viver para testemunhar
Que eu sou a Igreja de Deus,
Que a todos deseja salvar:
Aleluia! Aleluia!

Viver vida nova eu quero, Senhor,
Viver pra servir quem precisa de mim;
Que sofre sem teto, sem pão,
Sabendo que sou seu irmão:
Aleluia! Aleluia!’

Compilação: Carmen Lício

© 2021 de Carmen Lício – Usado com permissão

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.