História do hino “Confiança” de Cyrene Paparotti

Confiança

Letra e Música: Cyrene Paparotti, 2021

Se as lutas desta vida
Querem te desanimar,
Se é tão triste a lida
Teu Senhor vai operar!

Teu sofrimento, angústia e dor
Eu vi passar, mas aqui estou.
Para ao teu lado me dispor.
Sou teu Salvador, contigo vou.

Meu sangue é amor e proteçäo
Em meio a toda a aflição.
Sou a tua fortaleza,
De onde vês minha grandeza.

O hino ” Confiança” foi resultado do curso de Teologia da Música promovido pela Assembleia de Deus durante o ano de 2021. Após o cumprimento das disciplinas, como trabalho de conclusão de curso, nos fora solicitado a composição de um hino.

Escrevi a poesia do hino “Confiança” baseado no Salmo 46.  Enquanto tamborilava os dedos para acertar a métrica, a melodia brotou em meu coração. Coloquei alguns acordes sob a melodia e pedi ao meu amigo e irmão Robson Lima para revisar. Ele se voluntariou a escrever um acompanhamento mais elaborado que os simples acordes e ainda fez a harmonia a quatro vozes.

A forma do hino, em tonalidade menor, começa com o refrão e tem duas estrofes.

Com o Salmo 46, podemos aprender a confiança em Deus Pai.  Encontramos nele o princípio de que podemos buscar o socorro em Deus Pai.

A confiança expressa nos versículos 1 a 3 nos dão a segurança como povo de Deus.

O consolo expresso nos versículos 4 a 7 fala da Jerusalém, terrena protegida, onde inferimos a Jerusalém celestial, a nossa futura pátria, onde não haverá pranto.

A contemplação da obra de Deus em nossas vidas, nos versículos 8 a 11, está na esperança de que não haverá mais guerras e dominações das nações.

O cântico composto dá um enfoque mais pessoal usando os pronomes da segunda pessoa do singular e não no coletivo da segunda pessoa do plural, como no salmo referido, justamente para chamar a atenção de que o nosso Deus nos atende pessoalmente.

O refrão insiste que embora as lutas sejam inevitáveis, o Senhor vai operar. A primeira estrofe confirma os incontornáveis sofrimentos, mas nos ensina que o consolo é sem par.  A segunda estrofe nos conta que confiados na proteção divina, podemos repousar e contemplar a obra de Deus.

Alicerçados nesta confiança é que podemos ser gratos ao nosso Deus protetor e consolador.

Cyrene Paparotti

04 de julho de 2022

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Glaucia disse:

    Lindo hino, que nos encoraja a seguir confiando no Senhor, apesar dos pesares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.