Carmen Lício

Carmen Lício

Carmen Sílvia Musa Lício nasceu em 15/09/1952 na Cidade de São Paulo/SP.

Filha de pastor (Wilson Nóbrega Lício), sobrinha de pastores (Mário Lício e Miguel Rizzo Jr), prima de outro pastor (Paulo Lício Rizzo), cresceu na Igreja Presbiteriana de Pinheiros, onde o seu pai foi pastor por 20 anos. Participou do Coral desde os 12 anos, onde dona Maria Salete era regente, fazendo a voz de contralto. Seus irmãos e mãe faziam as outras vozes, formando um quarteto familiar, o que muito auxiliou o seu pai em viagens para participar de Campanhas Evangelísticas, bem como da inauguração da Igreja Presbiteriana em Porto Alegre, RS. Na sua adolescência foi, juntamente com toda a família, para a IP de Vila Pompeia, São Paulo, quando da transferência do seu pai para lá pastorear. Cantou no coral que se apresentou no Maracanã, quando houve a Cruzada Billy Graham, em 1974. Converteu-se aos 17 anos, juntamente com a sua irmã, em um culto de despedida do missionário Haroldo Reimer, na Primeira Igreja Presbiteriana Independente de São Paulo. Isto aconteceu em 27 de Junho de 1970. Após pouco mais de 2 meses sua irmã Nilza Maria faleceu, aos 15 anos, em um acidente de carro, e isto mudou todo o rumo da sua vida. Resolveu então ser enfermeira para cuidar das pessoas, tanto física, quanto emocional e espiritualmente, levando o evangelho de Jesus por onde quer que fosse. Sempre amou música e, apesar de não ter uma formação nesta área, sempre incentivada por esta regente, acabou sendo a única pré-adolescente a fazer parte do coral da igreja. Sua tia, Blanche Lício, esposa do rev. Mário Lício compôs vários hinos, assim como o seu primo Paulo Lício Rizzo. Próximo ao seu falecimento Paulo compôs a letra para um hino, não tendo tempo para compor também a música. Após 60 anos da sua morte, mexendo em seus guardados, Carmen, que já compôs alguns corinhos (letra e música), ao ler a letra tão profunda, de um pastor ainda jovem, antevendo a sua morte iminente, acabou por compor a melodia para este hino até então inacabado. Agora, já aposentada, dedica-se mais a escrever crônicas, poemas, alguns livros e a compor alguns corinhos, além de auxiliar, de alguma forma, a quem a procura solicitando algum aconselhamento espiritual para a sua vida.

Fonte: A Colaboradora

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Carmen Sílvia Musa Lício disse:

    Ficou muito bom!
    Amei…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *