As versões de um hino atribuído a Wright – Rolando de Nassau

(Especial para “Hinologia Cristã”)

Henry Maxwell Wright (1849-1931) foi um dos mais prolíficos hinógrafos evangélicos do final da segunda metade do século 19 e das duas primeiras décadas do século 20 (ver biografia neste site).

Em sua segunda viagem (1890-1891) ao Brasil possívelmente traduziu a letra do hino “Come, shoutandsing”, escrita por James C. Bateman (1854-1888), a qual foi aproveitada no “Cantor Cristão” (atual no. 85), cujo “incipit” diz: “Ó vinde crentes e entoai louvores a Jesus”, e o estribilho: “O sangue de Jesus me lavou”.

A música foi extraída do segundo volume da coleção de partituras “Salvation Army Music”.

“Cantai louvores” foi um dos 30 cânticos de Wright incorporados à edição de letras do “Salmos e Hinos” em 1896, mas as edições de 1959 e 1975 não acolheram essa tradução do hino de Bateman.

Só o estribilho apareceu em “Lyra Christã”, coletânea organizada por William Edwin Entzminger (1859-1930), publicada pela Casa Publicadora Batista, no Rio de Janeiro, em 1919.

Com o “incipit” modificado (“Cantai, sim, vinde entoar louvores a Jesus”) e o mesmo estribilho, mas sob o título “Exultação do crente”, a “Harpa Cristã”, antiga (1975) e a nova (1992), sob os nos. 60 e 112, divulgou na Assembleia de Deus o hino de Bateman e Wright.

Em 1991, “Novo Cântico” (no. 39) apresentou aos presbiterianos “Exaltação e louvor” com o “incipit” “Ó vinde crentes dar louvor ao grande Rei Jesus”.

Finalmente, “Cantai todos os povos” aos presbiterianos independentes, sob o no. 86; foi o sexto hinário evangélico a prestigiar a obra centenária de Bateman-Wright.

Rolando de Nassau

© 2016 de Rolando de Nassau – Usado com permissão

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *