Antônio de Campos Gonçalves

Biografia

Antônio de Campos Gonçalves (1899-1981)

Rev. Antônio de Campos Gonçalves (Foto: Acervo Socidade Bíblica do Brasil)

Antônio de Campos Gonçalves nasceu em Araras, Estado de São Paulo em 1899.

Seus pais foram: Antônio Zeferino Gonçalves e Francisca Barbosa de Campos Gonçalves. Tivera, também, muitos irmãos e irmãs.

Boa parte de sua infância e juventude passara na cidade de Piracicaba, onde fizera o primário e depois o curso Normal. Candidato ao ministério da Igreja Metodista, seguiu para Juiz de Fora, onde concluiu o ginásio no Granbery e também o curso da Escola Bíblica.

Em 1922 iniciou o seu produtivo ministério, servindo no ministério ativo da Igreja Metodista durante 35 anos e pastoreou igrejas nas seguintes cidades: no Rio de Janeiro, dirigiu as igrejas no Jardim Botânico, em São João, em Vila Isabel e no Catete. No Estado do Rio, nas seguintes cidades: Paraíba do Sul, Entre Rios, Barra Mansa, Rezende, Barra do Piraí, Macaé, Macabu, Nilópolis, Rio Bonito e Niterói. No Estado de Minas, nas cidades: Leopoldina e Cataguases. No Estado de São Paulo, nas cidades: Batatais, Franca, Taubaté, Pindamonhangaba e Guaratinguetá.

Em todas as igrejas por onde passara marcas profundas de seu produtivo ministério ficaram indeléveis. Servira em Juntas, Comissões, Conselhos e como delegado a vários Concílios Gerais da Igreja Metodista. Era um dos pastores mais dedicados ao estudo da língua portuguesa e, ao lado dela, de outras também, tornando-se uma verdadeira enciclopédia ambulante. Falava bonito e com precisão. Dono de um estilo todo seu, era excelente orador sacro e grande poeta.

Em 18 de dezembro de 1924 casara-se com a Prof.ª Cinira Alves de Moraes e desse casamento vieram as filhas: Iony, Inoy e Cely. Inoy falecera na sua infância. Mais tarde o casal adotara como filhos de “benquerença e amor”, como bem se expressou o Prof. Ismael de França Campos, mais dois: Verônica e Marcelo. Amou os seus queridos e a todos eles dedicou lindas poesias reunidas num bonito livro intitulado: “Falas do Coração”.

Escreveu ainda: “Outrora e Hoje” – linda coletânea de poesias, dentro de 11 capítulos repletos de versos os mais variados e cheios de colorido poético.

Seus últimos anos de vida, como pastor aposentado e depois viúvo, vivera ao lado dos filhos e se dedicara ao trabalho da Sociedade Bíblica do Brasil. Aqui gastara todos os anos de sua vida e trabalho, que Deus lhe concedera, desde a sua aposentadoria, em 1956, até o final de sua carreira terrena…!

O que realizou nesse novo campo de atividades todo o evangelismo nacional o sabe, porque a Bíblia lida e estudada em todas as Igrejas no Brasil, em nossa língua, passara por suas mãos para diversas revisões, depois do trabalho realizado pela Comissão Tradutora competente. O Hinário Evangélico também passara pelas suas mãos e a linguagem de nossos hinos melhorou muito para a nossa alegria e para o perfeito louvor a Deus.

Antônio de Campos Gonçalves compôs a letra do hino “Senhor, eu Preciso de Ti”, musicado pela grande musicóloga Henriqueta Rosa Fernandes Braga (1909-1983) no ano de 1952.

Antônio de Campos Gonçalves, foi, sem dúvida alguma, um astro que por mais de oitenta anos brilhou no céu de nossa pátria, produzindo coisas maravilhosas para a Igreja e para o nosso Brasil.

Além de escritor e poeta, era também exímio jornalista, tendo colaborado em muitos jornais e revistas. Escreveu muito sobre obreiros que partiram para o descanso com o Senhor.

Por muitos anos colaborou nas páginas do órgão oficial da Igreja Metodista, escrevendo artigos importantes sobre os mais variados assuntos.

Por muitos anos colaborou nas páginas do órgão oficial da Igreja Metodista, escrevendo artigos importantes sobre os mais variados assuntos.

Faleceu, na cidade do Rio de Janeiro, no dia 15 de janeiro de 1981.

Damos graças a Deus pela vida e trabalho de Antônio de Campos Gonçalves, na grande semeadura que realizara no seu vasto ministério que tomou toda a sua existência terrena.

Autor: I. Rocha
Artigo enviado por Gláucia Dias
Digitação: Robson Junior

© 1981 de I. Rocha – Artigo publicado originalmente em: “Expositor Cristão” 1.ª quinzena de Março de 1981

(1899-1981)

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *